Historial do e-Geo


O e-Geo  |  Contactos  |  Equipa Técnica  |  Historial do e-Geo  |  Tecnologias Utilizadas  |  Logotipo

Desde a primeira metade da década de 90 que se vislumbra a possibilidade do recurso a redes de dados, principalmente à Internet, para disponibilizar e trocar informação digital. É também nessa década que, em Portugal, se começa a investir fortemente nesta área e se dá o desenvolvimento da formação nas designadas "novas tecnologias" ou "tecnologias da informação e da comunicação" associado à abertura de um mercado de trabalho em franca expansão e ávido de técnicos qualificados.

No domínio das geociências, mais particularmente no então Instituto Geológico e Mineiro (IGM), desde essa mesma altura que se apostou na qualificação dos quadros e na procura de soluções tecnológicas que permitissem a conversão analógico-digital dos acervos documentais e da cartografia geológica e temática a cargo da instituição. Foi o inicio da era digital no serviço geológico nacional.

Já no final dos anos 90, o IGM participou activamente num projecto europeu que visava a criação de uma infra-estrutura web de partilha e transferência de metadados sobre a geologia europeia - o projecto GEIXS - Catálogo Europeu de Informação Geocientífica. Esta participação permitiu tomar contacto com um tipo de solução inédita e inexplorada no domínio das geociências nacionais, que integrava numa estrutura do tipo web site, toda uma nova tecnologia de web forms e de web mapping para acesso a bases de dados e a sistemas de informação geográfica, respectivamente.

Surge então a ideia de criar um sistema de informação de âmbito nacional, inspirado nos resultados e nas experiências obtidas do GEIXS, que não ficasse limitado aos metadados e que permitisse dar resposta às necessidades, cada vez mais prementes, de disponibilização integrada de conteúdos geocientíficos nacionais, via Internet. Na sequência dessa ideia e da aprovação de uma candidatura de co-financiamento submetida ao Plano Operacional Sociedade da Informação (POSI), surge em 2002 o projecto e-Geo - Sistema Nacional de Informação Geocientífica.

Com a execução deste projecto esperava-se dar um forte contributo nos processos de organização e digitalização em curso de arquivos como a Biblioteca, as Litotecas, o Museu Geológico e o Arquivo Técnico, bem como, criar recursos de informação inovadores que constituíssem uma mais valia para o utilizador (georeferenciação e caracterização dos sítios com interesse geológico (património geológico), das localizações dos estudo publicados nas edições do IGM, dos pontos onde foram identificadas ocorrências de determinados minerais, dos pontos onde foram executadas sondagens, do inventário de pontos de água, etc.). Pretendia-se também integrar nesta estrutura de gestão de informação todas as BD e SIG já disponíveis e a cartografia que se entendesse disponibilizar via web.

Face a esta diversidade de objectivos e à tradicional associação e proximidade dos dados disponibilizados online às páginas web dos departamentos e serviços produtores (o que normalmente dificulta a pesquisa do utilizador) projectou-se o e-Geo para funcionar como um ponto de acesso único a toda a informação geocientífica institucional, disponibilizada de forma clara, simples e integrada, mantendo as ligações aos serviços produtores e as respectivas autorias, referências e direitos.

 

Página Inicial  Pesquisa | Contactos | Bases de Dados Online | SIG Online | Museu Geológico | INETI © 2006  e-Geo - Sistema Nacional de Informação Geocientífica / INETI